sexta-feira, setembro 09, 2005

a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro na vida - Vinícius de Moraes

entre a alegria e a tristeza,
entre o sorriso e a lágrima,
entre o encontro e o desencontro...
aqui estou eu
a tentar entender qual é o impacto que isto ou aquilo têm sobre mim
a tentar entender a rapidez com que nossas emoções nos dominam
e nos levam a becos sem saída...

tudo começou á muito ou á pouco tempo atrás...
eternas sensações de que o mundo dá voltas
e as histórias se repetem.

na 4f eu estava em Coimbra...
tive a alegria de conhecer um casal,
que conhecia de vista, de net, etc.

neste mesmo encontro...
falamos daqueles que temos em comum
sejam pessoas, lugares, coisas...
eu pergunto:
tens alguma notícia...
e com um sorriso meigo nos olhos,
e responde:
ele faleceu ontem.
pouco tempo depois...
lágrimas sucederam e tomaram o lugar do sorriso.

alguém tão distante, no tempo e no espaço...
trouxe a minha memória,
recordações que já estavam pálidas, quase apagadas.
depois de quase 15 dias de orações...
o fim,
e certamente não era o fim que desejávamos.

as memórias, mostraram-me
que havia muito mais lá guardado e esquecido
do que eu podia imaginar.

o pesar, o nó na garganta...
a vontade de chorar...
por tudo ...
e por nada
se encontraram.

a empatia,
ainda leva-me à vontade de abraçar,
e de chorar com...

e mais um ciclo.
e mais uma experiência.
e mais uma memória,
que agora tenho para guardar...


crescer é difícil,
não pelo facto de termos de lidar com responsabilidades,
escolhas, sonhos, realidades...
mas sim, pelas perdas que sofremos neste caminho.

6 conversando:

Paula disse...

Só posso enviar um beijinho virtual...

Vilma disse...

Um abraço!

Anónimo disse...

Sou apenas um visitante anonimo, que está muito desiludido com a vida, mas encontrei este blog ao acaso e nao pude deixar de dizer qq coisa...sou tamb psicologo(pelo menos aspirante, ja q sou ainda estudante) e digo desde de já que o curso me desiludio verdadeiramente, ;( mas enfim, realmente acontecimentos alheios fazem-nos recuar na nossa mente, e xegar até ao bau das recordações que nao queremos ou tememos recordar, creio que crescer é verdadeiramente dificil(eu q o diga ja q tenho 20 anos...) por tudo aquilo e muito + que já enunciou, de qq forma, são essas experiencias embora sejam tao dolorosas por vezes que fazem com que nos questionemos a nós proprios e ao rumo que desejamos para a nossa vida, e para os demais,mjá que todo o acto por nos protagonizado tamb se reflecte nos outros...

ana paula disse...

adorei!!!tem tudo a ver com que estou passando...

Anónimo disse...

Olha, você retratou bem o que estou passando e achei este blog ao acaso, mas como o acaso não existe deixo um link de um texto no meu blog que pode te dar um direção...abraços!!!

Anónimo disse...

Olha, você retratou bem o que estou passando e achei este blog ao acaso, mas como o acaso não existe deixo um link de um texto no meu blog que pode te dar um direção...abraços!!!

http://www.dzai.com.br/alinesabsb/blog/intransitivo?tv_pos_id=67940

Tem umas coisas que não valem à pena questionar, mas viver!!!!

Boa Sorte!!!