sábado, outubro 29, 2005

estou chateada...
de ouvir tantas reivindicações, centradas no «meu bem-estar»
(entenda-se que este meu, é o reivindicador)
tudo é centrado no umbigo egocêntrico...
na cultura do self-service, deste fast-food,
em que o que «quero» tem que me ser servido agora
e a escolha do menu
é única e exclusivamente voltada
para estes interesses particulares.

nestas situações, não nos é dado nem o tempo
para podermos fazer de livre vontade,
o que tanto lhes satisfaz...
não me incomada agradar-lhes...
mas estas cobranças contantes...
hoje me cansaram.

como se nunca fizéssemos nada a pensar neles...
ou se não buscássemos criar oportunidades
e dar espaço, para que se realizem...

são cobranças injustas
e do tipo poço - sem -fundo
onde é preciso sempre mais, mais, mais
nunca é suficiente...

e se não for da forma que lhes agrada...
não se querem envolver
pois falta-lhes visão de grupo...
onde se paga o preço, por ser grupo...
onde quando um precisa, outro suporta...

acho que estou precisando de colo!!!
ou de chorar...
ou desabafar...


enfim...
assim é...
a vida como ela é!

7 conversando:

tehilah disse...

como eu te percebo... (empatia)

samwell disse...

como eu te admiro... (simpatia)

meia-lua disse...

como eu te amo... (samwell)

samwell disse...

uau, ministrou legal!
Ualg ministraste Lesgau!

Sara disse...

: (

tehilah disse...

love is in the air!

Paula disse...

Um beijinho para consolar, ainda que atrasado... espero eu.