quinta-feira, janeiro 17, 2008

Quem inspira quem?

É interessante notar que o eco se espalha, e as ideias se encontram...
a passear pelos blogs que gosto de acompanhar
(que para bem da verdade... ando bastante ausente deste meio)
encontrei alguns post's interessantes, melhor dizendo inspiradores.

Falar do reino...

o primeiro texto foi encontrado no blog do Volney - http://volneyf.blogspot.com

Como ir adiante com esse desafio, quando falamos de:
Humility in an age of Self-Promotion
Forgiveness in an age of Retaliation
Patience in an age of Instant Gratification
Generosity in an age of Greed
Compassion in an age of Self-Absorption
Love in an age of Eroticism
Truthfulness in an age of Deceit
Gentleness in an age of Competition
Kindness in an age of Personal Rights
Self-control in an age of Addiction
Justice in an age of Violence
Peace in an age of Fragmentation

Ou se preferir:

Humildade numa época de Auto–Promoção
Perdão numa época de Retaliação
Paciência numa época de Gratificação Instantânea
Generosidade numa época de Ganância
Compaixão numa época de Absorção Própria
Amor numa época de Erostismo
Ser verdadeiro numa época de Dissimulação
Carinhoso numa época de Competição
Bondoso numa época de Direitos Pessoais
Auto-controle numa época de Vícios
Justiça numa época de Violência
Paz numa época de Fragmentação

o segundo que apresento foi lido no blog do Júnior - http://revollucao.blogspot.com

"Pessoas do Reino procuram, em primeiro lugar, o Reino de Deus e Sua justiça; pessoas de igreja, frequentemente, antepõem o trabalho da igreja às preocupações com a justiça, a misericórdia e a verdade. Pessoas de igreja pensam em como trazer outras para dentro da igreja; pessoas do Reino se preocupam em inserir a igreja no mundo. Pessoas de igreja se inquietam com a possibilidade de o mundo mudar a igreja; pessoas do Reino trabalham para que a igreja transforme o mundo." Snyder, do livro Missão transformadora, David Bosch.

o terceiro foi encontrado no blog do Nuno - http://mukankala.blogspot.com

«Casas que transformam o mundo» deixa o repto:"We need to remind ourselves that we live in a world that is used to a discount mentality: where can i get more goods for the cheapest price? in many ways, this thinking has found its entry into Christianity as well. We have had entire waves wash over us that suggested we can have church without fellowship, maturity without prayer, church growth without embracing human pain, discipleship without obedience, charismas without character, freedom without being a bond-slave of Christ, reaping without sowing, salvation without witnessing, revival without repentance, reformation without cost, apostolic ministry without suffering, prophetic ministry without rejection, healing without holiness, Christianity without the cross."

e poderia continuar a passear de blog em blog
o que achas destas "coincidências"?

Quem inspira quem?

1 conversando:

Giovanna disse...

Este mundo pós-moderno...

Difícil trazer de volta os velhos costumes, mas eu particularmente, acho que as pessoas aprendem com o sofrer.
Depois de provarem a vida que enfatiza o "Eu" egoísta, algumas percebem o quanto a solidão os atingiu e que a única forma de ser completamente livre e feliz é livrar-se do ego e doar seu tempo para Deus, para o próximo.
E assim, o mundo ainda tem salvação. Através dos exemplos e da vontade de mudar que alguns tem.

até mais!