sábado, junho 24, 2006

«A vida é a arte do encontro embora haja tanto desencontro na vida»
Vinícius de Moraes.


Muitos serão os desencontros na vida,
se assim não fosse, esta frase não faria tanto sucesso.
Quase diariamente recebo a visita de alguém no blog por causa desta frase,
tantas foram as vezes que fiquei a pensar sobre isto.
O que poderia servir de conforto para nós nestes desencontros
onde somos apanhados pela ironia e pela poesia?
Quais serão os encontros mais importantes?
Aqueles que aguardamos ansiosamente?
Aqueles que perdemos pelos instantes que nos separaram?...

Conforta-me conhecer um encontro real, transformador,
que me liberta do fatalismo desta relação com a vida;
que me ensina o conceito da soberania
e não do acaso, que muitos acreditam governar o mundo.
O que me conforta nos desencontros, sim, nos desencontros,
pois esta frase só tem sentido para quem já viveu o desencontro,
é saber que por mais que eu invente
ou tente antecipar os encontros e desencontros,
meu Pai, sabe o que é melhor para mim
e as experiências que vivo são permitidas por Ele,
que não está ausente nem distante,
embora na dor e solidão seja mais difícil perceber isto.
A questão é que só quando caminho alguns passos mais em sua direcção
é que sou capaz de perceber o meu passado
e visualizar que com Ele há um futuro de esperança.



Sem ironias, mas com muita poesia!
Vive e busca este encontro libertador!

4 conversando:

Lou disse...

Acho que foi assim que nossos Blogs se encontraram.

Vilma disse...

E foi assim o nosso encontro...! Com sabor a futuro! :D

tito pereira disse...

Continuo animado nestas minhas visitas neste mundo(para mim novo) dos blogs!
Apraz-me constatar que meus textos não têm provocado indignações até agora. Mesmo o do código do zé!
Gostei do teu blog. Satisfaz-me pk se torna apropriado a determinadas necessidades.
Prazer em conhecer-te!
God bless!

Geraldo Rodrigues disse...

Olá, gostei muito dos teus textos , continua, se quiseres linkares o meu blog força, e eu vou colocar o teu no meu blog, pode ser?